Pesto clássico: uma receita fácil para ter no frigorífico!

homemade pesto recipe

O molho pesto clássico é das coisas mais versáteis que conheço e o manjericão é uma das minhas ervas aromáticas favoritas. Representa o verão como nenhuma outra! Quem nunca teve  um vaso de manjericão a precisar de ser aparado depois de vários meses a crescer na cozinha? O manjericão é uma erva anual, um ingrediente que apetece e traz memórias de verão. Pode aguentar-se durante os primeiros tempos frios mas morre antes do tempo frio chegar. Está-lhe nos genes. O meu vaso de manjericão estava há meses na minha cozinha. Eu pescava uma folha ali outra acolá. Com o verão em força não resisti: tinha de o usar todo antes de o perder por completo para as sementes!

Usei apenas os ingredientes tradicionais para o meu pesto clássico

Confesso que as quantidades foram um pouco “a olho” até acertar na versão perfeita desta receita. A minha receita é tão fácil que só é preciso apenas juntar num processador de alimentos:

  • uma chávena de manjericão fresco
  • meia chávena de pinhões tostados por 5 minutos no fogão
  • dois dentes de alho
  • azeite português (claro)
  • queijo parmesão a gosto.

E é só triturar juntando mais azeite até ficar com a consistência certa. No fim provei para rectificar com sal e….

…o meu pesto está pronto!


Não posso falar o suficiente sobre o quão bom ficou! Especialmente apenas com uma boa dose de espaguete integral e umas raspas de parmesão. E… mais nada. Massa com pesto fresco pode parecer para muitos um mero acompanhamento ou entrada. Mas é tão bom que eu faço questão de lhe fazer valer o lugar de prato principal! Para os mais exigentes eu sugiro apenas acrescentar umas nozes picadas e mais umas folhas de manjericão para trincar.

Mas o pesto pode ser usado das mais diversas formas e a segunda melhor é a acompanhar tomate e queijo mozzarella numa salada de pesto para um dia de piquenique. Mas também é perfeito como entrada barrado em crackers ou nachos, numa pizza de pesto, gnocchi com pesto, numa massa recheada, ou a acompanhar frango e batatas no forno com um toque de limão.

O molho pesto fresco, especialmente o pesto feito em casa, deve ser guardado no frigorífico com uma camada extra de azeite. E deve ser consumido no prazo de uma ou duas semanas. É seguramente superior a qualquer um que tenha comprado. O meu só dura uns 2 dias. Mais alguém com um manjericão a a pedir para ser aparado?

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.