Lundi: the icelandic puffin

(scroll for the English version)

 

Lundi, é um papagaio-do-mar islandês e um valente marinheiro de alto mar! Nasceu nas arestas rochosas do sul da Islândia onde ainda passa as suas férias entre abril e agosto junto da sua grande família. Durante o resto do ano, Lundi e os seus companheiros viajam em alto mar, junto a navios de carga, percorrendo o norte do oceano atlântico! Lundi adora ver os sopros das Baleias-de-bossa e tornou-se amigo de uma Baleia-de-Minke (também conhecidas como baleias-anãs) que vive perto das ilhas Faroé. O seu avô tornou-se famoso ao figurar os selos de correio islandeses nos anos 80 e viajou um pouco por todo o norte da Europa. Lundi é um viajante entusiasta que aproveita as paragens dos navios entre cargas e descargas para conhecer os grandes portos do atlântico!

 

Lundi, is an Icelandic Puffin and a brave sailor! He was born on the rocky edges of southern Iceland where he still spends his holidays between April and August with his large family. During the rest of the year, Lundi and his companions travel alongside the cargo ships across the northern Atlantic Ocean! Lundi loves watching the blows of the humpback whales and is friends with a Minke whale that lives near the Faroe Islands. His grandfather became famous when he was featured in Icelandic postage stamps in the 1980s and traveled all over northern Europe. Lundi is an enthusiastic traveler and takes advantage of the stops between the big ships’ loading and unloading to know the great harbours of the Atlantic!
Continue Reading

Harry, the hipster wolf, on our 3th birthday!

photos by @BelieveMe.Photography

(scroll for the English version)

Hoje o blog faz 3 anos de existência e não queria deixar de partilhar convosco um projecto handmade mesmo a cheirar a outono.
A “Pipoca” é a bebé de uma amiga minha, vai nascer neste outono e como já é uma menina muito especial não podia deixar de criar para ela um presente único no mundo. Pela minha forte ligação à natureza e às histórias infantis eu quis oferecer-lhe um presente que lembrasse a biodiversidade local e que cultivasse nela o amor por todos os seres vivos, mesmo aqueles que, ao longo da história, foram menos amados. Foi então que criei o Harry, o lobo hipster, amante de boa música que vem já equipado para o outono: com o seu cachecol e um par de luvas azuis. Fã incondicional de Beatles e aluno de acordeão, tem sempre uma história para contar. O Harry não só remete para um dos belos mamíferos da nossa fauna nativa como apazigua a conotação negativa do “lobo mau”. A “Pipoca” vai ter um lobo amigo para guardar os seus sonhos!
O Harry foi tão bem recebido pelos papás que teve direito a uma sessão de fotografias com a Pipoca, mesmo antes de ela nascer, pela lente da Sónia da @BelieveMe.Photography que, tal como o nome indica e as fotografias demonstram, acredita, como eu, na magia das coisas simples! As cores estão perfeitas para um dia de outono. Vão poder espreitar mais fotografias no Facebook ou no Instagram.

The blog is 3 years old today and I wanted to share a handmade autumn project with you!
My new friend is pragnent with baby  “Pipoca” that will be born this fall and, since she is already a very special girl, I could not help creating for her a unique gift. Because of my strong attachment to nature and children’s stories, I wanted to offer her a gift that resembled our native biodiversity and cultivated in her the love for all living beings, even those who have been less loved throughout history. So I created Harry, the hipster little wolf who is a music lover and is all dressed up for fall: with his scarf and a pair of blue gloves. He is an unconditional Beatles fan and is learning accordion, Harry always has a story to fill our hearts. Harry not only refers to one of the most beautiful mammals of our native fauna but appeases the negative connotation of the “big bad wolf”. “Pipoca” will have a wolfy friend to take care of her and guard her dreams!
Harry was so well received by the baby parents that he was entitled to a photo shoot with “Pipoca”, even before she was born. The beautiful photos are from Sónia’s lens from @BelieveMe.Photography who, as the name implies and the photos show, also believes in the magic of the simple things! The colors are perfect for a fall day. You can peek more of her photos on Facebook or Instagram.

Continue Reading

Christmas present: handmade bath cloth

(scroll for the English version)

 

Os presentes de Natal feitos à mão são os mais especiais. Por mais singelos que sejam, transmitem sempre mais brilho do que qualquer presente, por mais zeros que inclua na etiqueta. É certo que nem todos os que os recebem têm essa sensibilidade, assim como há quem não sinta a necessidade de depositar tanto significado nos presentes que faz à mão ou o faça apenas para seu próprio bem e auto-estima. Todos temos um comportamentos diferentes. Todos os presentes que compro são densamente refletidos, mas os que faço à mão são especiais e para pessoas especiais e creio criar algum tipo de expectativa à volta dos sorrisos que trazem a quem os recebe…

 

Um exemplo de um pequeno presente feito à mão que, não só é util como estremamente poderoso, é um pequeno pano de banho tricotado. Eu usei pequenas porções de lã de arraiolos, 100% lã 100% portuguesa, daquela bem dura e rude, e tricotei uns panos de banho para oferecer. A este pano fiz acompanhar um sabonete hidratante também ele 100% português, 100% do norte. Eu sou uma grande fã de sabonete e acredito que é uma opção muito mais sustentável do que qualquer opção de gel de banho. O meu pano tricotado é o melhor parceiro para um bom sabonete porque não só ajuda a lavar a pele com segurança, como as fibras duras da lã de arraiolos permitem uma exfoliação suave. Ao longo do tempo, o pano vai ficando feltrado e a cada utilização, mais e mais macio: é tão curioso ver a evolução dos materiais naturais e apreciar-lhes a idade!
Os meus panos tiveram ainda direito a uma pequena etiqueta carimbada que demonstrava o meu carinho por aqueles para quem tricotei este presente, e ainda uma legenda que explicava minimamente o que vos transmito aqui.

 

Handmade Christmas presents are the most special. No matter how simple they are, they always transmit more care than any present, no matter how many zeros the label has. It is true that not everyone who receives them has this sensitivity, just as there are those who do not feel the need to place so much meaning in the gifts that they make by hand or they do it only for their own good and self-esteem. We all have different approaches. All the gifts I buy are thickly reflected, but the ones I make by hand are special and for special people, and I believe to create some kind of expectation around the smiles they bring to those who receive them…

 

An example of a small handmade gift that is not only useful but also extremely powerful, is a small knitted bath cloth. I used small portions of “Arraiolos wool”, 100% Portuguese wool, very hard and rude, and knitted some bath cloths to offer. These bath cloth I accompanied a moisturizing soap also 100% Portuguese, 100% from the north. I am a big fan of soap and I believe it is a much more sustainable option than any shower gel option. My knitted bath cloth is the best partner for a good soap because it not only helps to wash the skin safely but also because the hard fibers of this special wool allows a gentle exfoliation. Over time, the cloth becomes felted and more and more soft: it is so nice to see the evolution of natural materials and enjoy their age!
I also added a hand stamped label to my bath cloths that showed my affection for those to whom I knit this gift, and still a paper tag that explained the thinks I shared above.
Continue Reading

My very first hand-knitted socks

(scroll for the English version)

 

Vou fazer um par de meias!

 

Gosto sempre de ter dois projectos em mãos que possa fazer em diferentes situações. Recentemente comecei um quilt para mim mas como este não é o melhor projecto para pequenos intervalos, para levar connosco ou fazer nos transportes públicos, resolvi começar, em paralelo umas meias em tricô.
O este assunto é algo que confunde muitas gente. Compensa fazer meias em tricô? Provavelmente não face aos preços praticados no mercado actual.
Existem boas meias à venda? Também não, o que pode tornar pertinente fazer um par de meias à mão.
Eu decidi que ia fazer o meu primeiro par de meias por duas razões: cada vez é mais difícil encontrar boas meias de lã (seja a que preço for!) e porque acho que gostava de fazer um par, pelo menos uma vez na vida, para conhecimento pessoal e talvez para repensar a minha opinião acerca deste assunto.
Há tanta gente a fazer meias que é natural ficarmos a pensar porque razão as fazem: há quem diga que compensa a longo prazo, há quem diga que há lãs excelentes para trabalhar meias, há quem diga que são óptimos trabalhos para levar na carteira, em viagem ou para os intervalos entre projectos maiores.

 

Para o meu primeiro par de meias vou usar um novelo da lã Mondim da Rosa Pomar na cor 202. É a primeira vez que uso uma lã dela e estou muito entusiasmada! Estou a usar agulhas circulares de 2,5mm da Addi (usei o magic loop em vez das 5 agulhas) e o modelo chama-se Hermione’s Everyday Socks da Erica Lueder e está disponível gratuitamente no Ravelry. Gosto muito do modelo e se este par correr bem, acho que vou querer repetir!

 

I am knitting a pair of socks!

 

I always like to have two projects on hand that I can do in different situations. Recently I started a new quilt for myself but since this is not the best project for small breaks, to take on my bag, to do on a metro or train trip,  I decided to start some knitted socks at the same time.
So, this subject is something that confuses many people. Is it worth knitting socks? Probably not regarding the prices of socks on the market.
And, are there good socks for sale? No… not that good, no. So it might be pertinent to knit a pair of socks by hand.
Well, I decided that I was going to make my first pair of socks for two reasons: it is getting harder to find good wool socks (at any price!); and because I think I would like to knit a pair, at least once in a lifetime, for personal knowledge and perhaps to rethink my opinion on this subject.
There are so many people in the world knitting socks that it makes me wonder about why they do it: some people say that it pays off after some time, some say that there are excellent yarns for socks to work with, some say socks are good little WIP to carry on the bag, for travel or breaks between larger projects.

 

For my first pair of socks I’m going to use a skein of “Mondim” from Rosa Pomar in the 202 color scheme. It’s the first time I use one of her yarns and I’m very excited! I am using 2.5mm circular needles from Addi (I am using the magic loop technic, not 5 needles) and the pattern is called Hermione’s Everyday Socks by Erica Lueder.  It is available for free at Ravelry. I like the pattern very much and if I love making this pair, I will probably repeat the pattern!
Continue Reading