Framing two sleepy lions

(scroll for the English version)

Os meus leões adormecidos já têm destino!

Queria oferecê-los às minhas duas afilhadas mas fiquei indecisa sobre a melhor forma de os emoldurar. Encaixilhar, só mesmo sem vidro, para que o efeito da punch needle não se perdesse. Contudo achei que lhes dava um carácter mais sério do que eu pretendia para duas pequenas princesas. Pensei em fazer uma pequena almofada com cada um, acrescentando um tecido colorido para a parte de trás. Mas, apesar de uma almofada com punch needle me parecer uma ideia espectacular, com apenas 10 cm de diâmetro creio que os meus leões perderiam todo impacto numa almofada minúscula sem objectivo nenhum. 

Depois de algumas ideias acabei por ceder à delicadeza dos bastidores porque me parece uma forma mais leve de enquadrar um trabalho são jovial e descontraído. Por isso comprei dois pequenos bastidores de madeira com o mesmo tamanho e apliquei-lhes os leões como se fosse bordar. Pelo verso, cortei o excesso de tecido deixando apenas o suficiente para o prender pela parte de trás do bastidor fixando-o. Depois pespontei, a uns 5mm da extremidade, a toda a volta e puxei o excesso de fio de forma a que a berma ficasse esticada pela parte de trás. Podia ter tapado o verso e a berma com outro tecido mas confesso que não tenho nada contra os versos dos bordados e até gosto de os ver (embora não de os analisar).

Acrescentei uma fita e agora estão prontos para oferecer. O bastidor é tão leve que pode ser pendurado nos mais diversos locais: janelas, puxadores, portas, enfim, onde quisermos. E mesmo que o queiramos colocar na parede não precisamos de nos comprometer com um furo: basta uma pequena tira de washi tape para o segurar!

My two sleepy lions have a home!

I wanted to offer them to my two sweet godchildren, but I was undecided on the best way to frame them. To use a regular frame I must do it without any glass, so that the punch needle effect is not lost. However, I thought it gave the lions a more serious character than I intended. I thought about making a small pillow with each one, adding a colorful fabric to the back. But despite the fact that a punch needle cushion seems like a spectacular idea, having only 10 cm in diameter, I believe that my lions would lose all impact in a tiny cushion with no purpose.

After some research I ended up going for the delicacy of the embroidery hoops because it seems to me a lighter way to frame a light little work. So I bought two small wooden embroidery hoops of the same size and applied the lions to them as if I was going to embroider. From the back, I cut off the excess fabric leaving just enough to secure it to the back of the frame and fix it. Then I stitched all around about 5mm from the edge, and pulled the excess thread so that the fabric was stretched from the back. I could have covered the back with another fabric but, I must confess, that I have nothing against the back of embroidery work and I even like to see it (not analysing it).

I added a ribbon and now these two sleepy lions are ready to offer. The framing is so light that it can be hung in different places: windows, handles, doors, wherever we want! And even if we want to put it on the wall, we don’t need to commit to a hole: just use a small strip of washi tape to hold it!

Continue Reading

Trying punch needle for the first time!

(scroll for the English version)

 

Experientei punch needle pela primeira vez!

 

Passei alguns dias longe de casa e, em período de confinamento que nos limita bastante as actividades, não quis deixar de levar comigo um pequeno projecto em que pudesse trabalhar. Então, resolvi que havia de experimentar o tão aclamado potencial da “punch needle” que já tinha comprado há uns meses atrás! Como no caso de outros projecto deste período de confinamento, vasculhei o meu stash e escolhi uma mão cheia de materiais para usar num pequeno bastidor de 10cm. Inspirei-me nos leões da Patrícia Brissos e dei-lhe o meu toque pessoal!
O resultado foi um pequeno leão adormecido que eu “penteei” usando a punch needle no seu comprimento máximo, de forma a criar pequenas argolas. Bastou-me acrescentar alguns traços em cores coordenadas e, passadas apenas algumas horas, o meu pequeno projecto estava pronto!

 

Desta primeira experiência surgiram outras ideias que quis experimentar: novo design, nova lã! Desta vez fiz o Rei Leão, com uma juba mais solene que faz sobressair a sua coroa dourada.

 

Apesar de não ter pretensão nenhuma com estas pequenas experiências gostei muito de usar a punch needle e acho que é uma técnica com muito potencial para pequenas peças como os meus leões, para almofadas, tapetes e até para fabulosos painéis decorativos! Estou cheia de ideias!

 

Quanto aos leões, num próximo post vou falar-vos do que resolvi fazer com eles!

 

Trying punch needle for the first time!

 

I spent a few days away from home and, while practicing my social distancing that greatly limits our activities, I decided to take a small project with me that I could work on while I was away. I wanted to try the highly acclaimed potential of the “punch needle” that I had already bought a few months ago! As in the case of other projects in this confinement period, I did not buy anything special. I just searched my stash and chose a handful of materials to use in a small 10cm hoop. I was inspired by Patrícia Brissos‘ lions and to add my personal touch! The result was a small sleeping lion that I “combed” using the punch needle to its maximum length, in order to create small rings. I just had to add a few more expressive stiches in coordinated colors and, after only a few hours, my little project was ready!

From this first experience, other ideas emerged that I really wanted to try: new design, new wool! This time I made the Lion King, with a more solemn mane that highlights his golden crown.

 

Despite having no intention with these little experiments, I really liked using the punch needle and I think it is a technique with a lot of potential for small pieces like my lions, for pillows, rugs and even for fabulous wall panels! I have so many ideas!

 

As for lions, in a next post I will tell you what I decided to do with them!
Continue Reading

Clean mask, dirty mask

(scroll for the English version)

A minha tia Sara é mais uma na família que tem um grande prazer em fazer projectos à mão. E depois da época das máscaras ter começado, ela resolveu à mão a grande questão: “quais as máscaras que estão limpas, quais as máscaras que estão sujas?” Foi então que inventou a melhor bolsa para máscaras que eu conheço! Tem as faces em vinil e o viés em tecido. Mas uma bolsa que parece tão minimalista tem na verdade dois compartimentos: um para as máscaras sujas, outro para as máscaras limpas e filtros prontos a usar! É a bolsa perfeita para ter no porta-luvas do carro e deixar a demanda de mascaras devidamente organizada.
A Sara faz bolsas por encomenda e podem ver os seus projetos maravilhosos na página do Facebook “Pontos Soltos – Handmade Gifts” e no Instagram.

My aunt Sara is another woman in the family who takes great pleasure in all the things by hand. And after this mask era started, she tried to solve the problem of which masks are clean, which masks are dirty? That’s why she invented the best mask bag I know! It is made with vinyl with some cute bias tape. But a bag that looks so minimal actually has two compartments: one for dirty masks, another for clean masks and ready-to-use filters! It is the perfect bag to have in the glove compartment of the car and get this demand for masks properly organized.
Sara makes bags to order and you can see her wonderful projects on the Facebook page “Pontos Soltos – Handmade Gifts” and on Instagram.

Continue Reading

Handmade masks everywhere!

(scroll for the English version)

 

Este post não precisa de explicação.

O que de mais curioso tem este momento é que todos sabemos do que se trata, em qualquer lugar.
E claro que não podia deixar de fazer umas máscaras para reutilizar! Elas estão em todo o lado! Para mim, as máscaras em algodão feitas em casa ainda são as mais confortáveis e como ainda temos um período considerável de desconfinamento à nossa frente, arregacei as mangas para fazer algumas.
O tutorial é demasiado fácil para o ignorarmos e há centenas na internet, quase todas já têm um compartimento para um filtro que pode ser desde uma toalhita de bebé seca, um lenço de papel ou um corte de TNT.
Mas se tiverem de usar uma máscara descartável, por favor, não deitem a vossa máscara descartável no chão. Vejam como em tão pouco tempo os plásticos estavam na boca do mundo e, de um momento para o outro, a máscara ou as luvas deitadas no chão são a nossa nova realidade. Não podemos ter uma memória tão curta. Boas costuras!

 

This post needs no explanation.

The most curious thing about this moment is that we all know what it is all about, anywhere.
Of course, I couldn’t help making my own reusable masks! They’re everywhere!  For me, home-made cotton masks are still the most comfortable and, as we still have a considerable period of social distancing in front of us, I rolled up my sleeves to make some.
The tutorial is too easy to ignore and there are hundreds on the internet. Almost all of them already have a compartment for a filter that can be from a dry baby wipe, a tissue or a small cut of nonwoven fabric.
But if you have to wear a disposable mask, please do not throw your disposable mask on the floor. See how plastics were the hipe of the world in February and, in such a short time, we see masks and gloves lying on the floor everywhere. We cannot have such a short memory. Happy sewing!
Continue Reading