My new business cards: how to turn basic cards in something unique!

(scroll for the English version)

Há algum tempo que queria fazer uns cartões de visita para o blog, que pudesse entregar às pessoas que vou conhecendo nas mais diversas circunstâncias. A primeira vez que senti falta deles foi no Caminho a Santiago de Compostela. É muito engraçado aperceber-nos de como vamos conhecendo pessoas novas quando temos um cartão com os nossos contactos que podemos entregar e através do qual podemos divulgar um pouco do nosso cantinho. Ainda para mais quando nos provocamos a nós mesmos com uma peregrinação como é o caso de Santiago de Compostela, na qual somos incitados a oferecer mais de nós próprios do que faríamos habitualmente.

Os meus cartões têm um desenho simples mas eu sonhava com poder acrescentar-lhes pormenores coloridos, tal e qual as manchas de aguarela no blog. Mandar imprimir uma aguarela para cada cartão estava fora de questão… por isso decidi ficar-me por um design simples que não comprometesse. Mas como a vontade por vezes ganha em força, mandei imprimir os cartões em papel mate, sem acabamento e, assim que os recebi, experimentei com alguma timidez colorir um ou dois… O resultado deixou-me muito entusiasmada e desde então tenho transformado uns cartões absolutamente vulgares, em cartões únicos, com apenas algumas pinceladas. Não há um igual a outro e tenho recebido muito carinho daqueles a quem já tive oportunidade de entregar alguns exemplares.

I wanted to make some business cards for the blog that I could give to the people I meet in different circumstances. The first time I missed them was on the Camino de Santiago de Compostela. It is funny to realize how we get to know so many new people but we just don’t realize it unless we have a business card to make it conscious! And a business card is a great way to share out contacts and spread a little of our corner, in my case, my blog. This is particularly intense when we provoke ourselves on a pilgrimage, as the Camino, in which we are urged to offer more of ourselves than we would habitually do.

My cards have a simple design but I dreamed about add them colored details, just like the watercolor blurs I make for the blog. Printing a watercolour for each card was out of the question… so I decided to stick with a simple design. But will sometimes gains is so strong, that the moment I had the cards printed on a bright matte paper I timidly tried to color one or two using my watercolours… The result made me very happy and since then I have turned some basic business cards in unique personalized cards, with only a few strokes of watercolour. There is not one equal to another and I have received much affection from those whom I have already had opportunity to give some copies of my card.

You may also like

Leave a Reply

Your email address will not be published.