Another podcast I love: Anita no trabalho

(scroll for the English version)

Quando escrevi sobre o podcats da Elise, soube logo que gostaria de partilhar um podcast em português. E não tive de esperar muito para receber esse pedido!
Ora desta vez não venho focada nas minhas preferências mas sobretudo na minha inexperiência porque só quando a Constança começou a participar no podcast “Anita no Trabalho” é que tomei conhecimento deste podcast 100% português que fala sobre o empreendedorismo no feminino. Não tenho vergonha, adoro aprender!
Posso dizer que ainda estou a compreender qual é a minha ligação com ele e com a experiência da Eli e da Billy mas reconheço uma postura inovadora que conta com a experiência de quem estudou e, mais que tudo, vive os assuntos em primeira mão. Não é de todo o meu caso que caí nesta temática do handmade assim, de pára-quedas, e tento aprender com o erro já que esta não é, de todo, a minha área de formação. Aí é que chegam as questões da vocação, do peso da herança cultural e de como pode ser altamente revigorante dar a volta a tudo isso!
Por vezes sinto que em Portugal ainda nos prendemos muito a esta questão das formações, da experiência, do diploma e do conhecimento. Para as mulheres há ainda o drama da perfeição, da competitividade, das provações e do preconceito. É uma grande chatice quando o maior objetivo de todos (homens e mulheres) é ser feliz (já que a palavra “sucesso” é um termo cuja definição requer contextos e varia segundo pontos de vista). Por isso é muito útil que haja por aí uma mão cheia de pessoas que nos encorajem e que valorizem, mais do que tudo, a vontade de pensar fora da caixa, arregaçar as mangas e fazer o que para muitos parece estranho, diferente ou mesmo impossível!

When I wrote about Elise’s podcats, I realized that I would like to share a Portuguese podcast. And I didn’t have to wait to long to have this request from my readers!
So, this time I have not focused on my preferences. Above all I rely on my inexperience because it was only when Constança started to participate in the podcast “Anita no Trabalho” that I was introduced to this 100% Portuguese podcast that talks about woman entrepreneurship. I’m not ashamed, I love to learn!
I am still establishing my connection to this podcast and the experience of Eli and Billy. However, I already recognize an innovative attitude that draws on the experience of those who have studied and, most of all, live this subjects firsthand. It is not at all my case since I fell into this handmade thing out of nowhere, and I try to learn from my mistakes since this is not my area of education​. It is when the “calling”, the weight of the cultural heritage and how it can be highly invigorating to turn it all around comes into the discussion.
Sometimes I feel that in Portugal we are still very attached to this issue of “education”, “training”, “experience”, “diploma” and “knowledge”. For women there is also the drama of perfection, competitiveness, trials and of prejudice. It is a big thing here, and you have to make it quiet on your mind since the greatest goal of all (men and women) is to be happy (happy, yes, because the word “success” is a term whose definition requires contexts and varies according to points of view). That is why it is very useful that there are a handful of people who encourage us and who value, more than anything else, the will to think outside the box, get to work and do what what you love. Even that seems strange, different or even impossible for others!

You may also like

Leave a Reply

Your email address will not be published.