Portuguese knitting

(scroll for the English version)

 

Para nós portuguesas, tricotar é com a malha ao pescoço!
Pode parecer uma artimanha louca para a maior parte dos países mas a verdade é que existem algumas formas curiosas de tricotar espalhadas pelo mundo. Não consegui encontrar muita informação sobre isso. Mas, num encontro do Dia Mundial de Tricotar em Público, conheci uma tricotadeira espanhola que tricotava com uma agulha debaixo do braço. Aparentemente é uma técnica ancestral ainda usada em alguns territórios de Espanha.
Também o tricô à portuguesa parece já ter centenas de anos. Segundo o livro da Rosa Pomar, a forma de tricotar com o fio ao pescoço passou de geração em geração, de tal forma que é pouco frequente encontrar neste Portugal alguém que prefira apenas tricotar à inglesa.

 

O blog Knitting Daily já falou sobre as vantagens de tricotar à portuguesa mostrando como esta forma de tricotar pode ser uma excelente alternativa quer para as iniciadas como para as tricotarias veteranas que começam a queixar-se de dores nas articulações.
Senão vejam: as portuguesas colocam o fio ao pescoço o que cria uma tensão mais firme durante o trabalho gerando um resultado muito homogéneo mesmo antes do blocking (por vezes ele nem chega a ser necessário). Isto é especialmente útil para quem tem algumas dificuldades em manter a tensão do fio ao longo dos trabalhos. E, para quem não gostar de ter o fio ao pescoço (o que pode ser mais desconfortável durante o verão), nós inventamos um gancho específico para o efeito que se prende ao peito para fazer passar o fio.

 

A segunda grande vantagem é que nunca é necessário retirar a mão da agulha para fazer as laçadas visto que basta movimentar o fio com o polegar, o que torna o trabalho muito mais rápido!
Daqui vem a terceira grande vantagem: como o fio está sempre na frente o ponto de liga fica extremamente fácil de fazer. Por causa disso, o ponto de liga é o preferido de todas as portuguesas!

 

Podem encontrar mais detalhes sobre como tricotar à portuguesa no livro da Rosa Pomar (entretanto prometo fazer um review), uma blogger Portuguesa que se dedica a conhecer melhor as origens dos lavores tradicionais Portugueses, ou no blog da Andrea Wong (em inglês) uma blogger Sul Africana que aprendeu esta técnica com a mãe, aos 7 anos de idade e que tem ensinado muitas tricotadeiras americanas a tricotar com o fio ao pescoço. A Andrea já tem vários DVD sobre o assunto e acabou de lançar o seu primeiro livro! É incrível a forma como ela valorizou a nossa forma de tricotar.

Se ficaram curiosos acerca deste assunto, deixem um comentário! Comprometo-me a esclarecer toadas vossa dúvidas.

 

Portuguese knitters knit in the Portuguese way: with their yarn around the neck!
It may seem a crazy trick for you knitters from other countries but the truth is that there are some curious ways of knitting around the world. I wasn’t able to find much information about it but I once met a spanish girl who knitted with one needle under the arm. Apparently, this is an ancient technique still used in some areas of Spain.
 
The Portuguese way of knitting also is a technique with hundreds of years. According to the book of Rosa Pomar, this technique was a truly success and passed from generation to generation, so it is rare to find Portuguese knitters who prefers to knit in the English way.
 

 

The blog Knitting Daily already talked about the advantages of knitting the Portuguese way by showing how this method of knitting can be a great alternative either for beginners as for veterans that complain of joint pain.
 
The Portuguese knitters put their yarn around their neck which creates a better tension and generates a very homogeneous result even before blocking (sometimes it is not even necessary). This is especially useful for those who have some difficulties in keeping the yarn tension during the work. For those who do not like to have their yarn around their neck (which may be more uncomfortable during the hot summer days), we invented a specific hook that attaches to your chest or your shoulder.
 

 

The second major advantage is that you never need to remove your hand from your needles to catch your yarn. You can move it just using your thumb, which makes the job much more faster!
Finally the third major advantage of Portuguese knitting way is that the purl stitch is very easy to make since the yarn is always in front of the work. Because of this, purl stitch is the favorite of all Portuguese knitters!
 

 

You can find more details on how to knit the Portuguese way in Rosa Pomar book (in Portuguese), a Portuguese blogger that dedicated to the origins of the Portuguese traditional handcrafts (meanwhile I promise to write a book review), or at Andrea Wong blog (in English) a South African blogger who learned this technique from her mother and who has taught many American knitters using their yarn around their necks. Andrea already has several DVD on the subject and has just released her first book! It’s amazing how she appreciated and valued our way of knitting.

 

If you’re curious about this an you want to know more, please leave your comment below! I will be glad to talk a little more about the portuguese knitting. 

You may also like

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *