Book review: Maria Modista, love at the first stitch

 

(scroll for the English version)

 

Como prometido, hoje trago-vos o a minha revisão do livro da Maria Modista.
Este livro foi-me oferecido pelo meu marido quando me tornei uma ávida sorvedora de livros de crafts.
Há muito que podia ter feito um review deste livro mas sinto que não era justo fazê-lo sem ter concretizado, pelo menos, um dos projectos sugeridos.
Ora, há uns tempos fiz uma capa para mim, que foi também a minha primeira peça de vestuário. Podem ver mais sobre esta capa aqui. O modelo está aconselhado para crianças de 7/8 anos, mas é perfeitamente adaptável a uma adulta porque o tamanho do capuz é suficientemente grande e por isso só é necessário ajustar a altura da capa ao tamanho desejado.

 

O livro é quase quadrado e cabe perfeitamente nas palmas das mãos. Este formato dá-lhe um caracter inovador que combina com um tema renascido e que havia ficado estéril com a produção industrial que decorreu entre a juventude das nossas mães e a nossa: as peças de roupa feitas à mão.
O interior do livro é no mínimo interessante: a textura do papel lembra um algodão macio, as imagens que por vezes ocupam as duas páginas dão a sensação de movimento ou de uma peça de tecido desdobrada e pronta a ser cortada. As cores são claras, serenas e os tecidos escolhidos para os diferentes projectos são convidativos.

 

O livro abre com uma breve explicação da origem da Maria Modista e do percurso da Filipa desde os meandros da contabilidade até aos pontos da máquina de costura. Depois, explica de forma clara e concisa os principais materiais e técnicas que estão por trás da costura de peças de vestuário, desmistificando a sua complexidade e evidenciando a sua urgência e as suas potencialidades.
Sem mais demoras passamos aos projectos. Mal tive o livro nas mãos, fiquei com vontade de fazer tudo! Parece tudo fácil, as explicações são claras e os desenhos tão explicativos que raramente sentimos a falta de fotografias. Existem projectos para todas as idades e contextos: desde peças de vestuário de senhora e criança, passando por peças de decoração e por uma secção de reciclagem.
Segue-se uma generosa secção de testemunhos onde as alunas da escola manifestam o sucesso das suas aventuras na costura, da aprendizagem nas aulas e da concretização dos mais variados projectos.
O livro contempla ainda um pequeno glossário que tive pena que não fosse um pouco mais completo mas que me pareceu uma ferramenta muito importante para quem se inicia na costura. É que os moldes e livros dos anos 70-80  parecem escritos em código!

 

Por fim, antes da contracapa, vem a tão aguardada folha de moldes! Apesar de todas as coisas boas que o livro contém, a folha de moldes tem coisas boas e coisas menos boas. Por um lado gostei de saber que todos os desenhos incluem margens de costura o que torna tudo muito mais simples na hora de os transferir para o tecido. Mas foi uma pena perceber que os moldes vêm em apenas um tamanho. Pode não ser um problema transversal a toda a gente, mas apesar de ter ficado com muita vontade de experimentar tudo, acabei por procrastinar um pouco porque os restantes moldes de senhora não estão adequados ao meu tamanho. Certamente que não é fácil mas penso que oferecer a possibilidade de 2 ou 3 tamanhos diferentes para moldes de vestuário é mais fiel à realidade de cada uma de nós! Por isso deixo a sugestão para uma próxima edição!
Obviamente que tenho sempre a possibilidade de me inscrever as aulas, como me foi sugerido pela Filipa, para aprender a adaptar os tamanhos. Hoje as escolas Maria Modista estão espalhadas um pouco por todo o país!

 

As promised, today I bring you my book review of the book by Maria Modista (that means “Mary, the seamstress” in portuguese). I think you will only find it in Portuguese. However, the projects are well illustrated so you will be able to follow the projects easily!
This book was offered to me by my husband when I became an avid colector of craft books.
I wanted to make a review of this book sooner but I felt it wasn’t fair to do it without trying at least one of the suggested projects.
Well, some time ago I made a cape for me, which was also my first handmade piece of clothing! You can see more about this cover here. The model is suitable for  7/8 years old children, but it is perfectly adaptable to an adult because the size of the hood is large enough so it is only necessary to adjust the height of the cape as desired.

 

The book is almost square sized and fits perfectly on your hands. This format gives it an innovative character that combines with a reborn theme that had become sterile after the industrial production that took place in the last decades: clothes made by hand.
The the book is at least interesting: the texture of the paper resembles a soft cotton, the images that sometimes spread on the two pages give the sensation of movement or of a piece of unfolded fabric ready to cut! The colors are clear, serene and the fabrics chosen for the different projects are extremely inviting.

 

The book opens with a brief explanation about the “Maria Modista” project and the path of Filipa from being an accounting manager to her first stitches on the sewing machine. Then, it explains in a clear and concise way the main materials and techniques used in garment sewing, demystifying its complexity and highlighting its urgency and potencial.
Without further delay, it moves on to the projects. I barely had the book in my hands, I wanted to do everything! It seems easy, the explanations are clear and the drawings so explanatory that we rarely feel the lack of photographs. There are projects for all ages and contexts: from garments for women and children, to decorative items and a recycling section.
Then it has a generous, maybe too generous, section of testimonies where the students of the “Maria Modista” school demonstrate the success of their adventures in sewing!
The book also includes a small and smart glossary that seemed to me a very important tool for those who start the sewing because the patterns and books of the 70’s and 80’s look like they’re written in code!

 

Finally, before the back cover, comes the long-awaited pattern sheet! Despite all the good things the book contains, the pattern sheet has good things and less good things. On the one hand I like knowing that all the designs include seam allowences which makes everything much simpler in the moment of transferring them to the fabric. But it was a pity to realize that the patterns come in just one size… It may not be a problem for everyone, but despite being very excited to try everything, I ended up procrastinating a bit because the patterns do not fit my size. I think that offering the possibility of 2 or 3 different sizes is more realistic especially if we are beginners! So I leave the suggestion for an upcoming issue!
Obviously I always have the possibility to enroll the classes, as suggested by Filipa, to learn how to adapt the sizes to my size… Today “Maria Modista” schools are all over our country so you will be able to find one near home!

You may also like

Leave a Reply

Your email address will not be published.