Nut advent calendar!

(scroll for the English version)

 

Este ano o meu calendário de advento vai ser sobre consumo. Ao contrário dos últimos anos em que os meus calendários tinham como objectivo construir algo, este ano, o meu objectivo principal é lembrar para o consumo inteligente e à mudança de hábitos. Ainda tenho algumas alterações zero plástico para partilhar convosco até ao fim do ano ou mesmo no início de 2020, mas não queria deixar de dar prioridade ao tempo de Natal: esta época em que o consumismo é, acima de tudo desmesurado e, por vezes, contra producente na aquisição de um estilo de vida saudável e sustentável. Por mais alterações que façamos, acabamos por ceder sempre a escolhas socialmente impostas e globalmente partilhadas. Por isso, este ano, o meu calendário de advento é apenas um conjunto de nozes! Decorei-as com fita de algodão e etiquetas pintadas a aguarela de forma a motivar-me a abrir, dia após dia, aquele fruto que já nos passa despercebido. O objectivo é relembrar-me sobre os verdadeiros frutos da época aqui, em Portugal, e para uma alimentação mais intuitiva e inteligente. A cada dia como uma noz recordando o que a natureza me dá no tempo de Inverno, assim, protegida entre um par de escudos resistentes, e a importância que estes frutos têm na regulação dos nutrientes do nosso organismo durante o tempo de frio: época em que a nossa pele é muito agredida pelo vento, pelo frio e tempo seco e no qual a introdução de gorduras saudáveis na alimentação é crucial. Apesar da sua simplicidade, acho que é o calendário de advento mais sincronizado com a natureza que fiz até hoje e tem-me feito pensar muito na questão da alimentação para a saúde, um assunto a que espero dedicar-me no próximo ano, uma noz de cada vez.

 

DICA: as cascas de noz são excelentes acendalhas e mantêm os caracóis longe da horta!

 

This year my advent calendar will be about consumption. Unlike the previous years, when my calendars aimed to build something, this year my main goal is to think about smart consumption and changing habits. I still have some zero plastic swaps to share with you by the end of the year or even at the early weeks of 2020, but I wanted to give priority to this Christmas time: this is the time when consumerism is the most unreasonable and sometimes counterproductive in achieving a healthy and sustainable lifestyle. No matter how many changes we make, we always yield to socially imposed and globally shared choices. It’s very hard! So this year, my advent calendar is just a bowl of nuts! I decorated them with a cotton ribbon and watercolor-painted labels to motivate me to open, day after day, that fruit that sometimes goes unnoticed by the daily use. The aim is to remind me of the winter seasonal fruits here in Portugal, and of a more intuitive and intelligent diet. Every day I eat a nut remembering what nature gives me during winter time, like this: protected between a pair of hardy shields. Them I also think about the pertinence of having this fruits to regulate the nutrients of my body during cold weather: this season in which our skin is beaten by wind, cold and dry weather and when the introduction of healthy fats into our diet is so crucial. Despite its simplicity, I think it is the most synchronized advent calendar with nature that I have done to date and it got me thinking a lot about eating healthy, a subject I hope to focus on next year, a nut at a time.

 

PRO TIP: nutshells are awesome firelighters and keep snails away from the veg garden!
Continue Reading

Lundi: the icelandic puffin

(scroll for the English version)

 

Lundi, é um papagaio-do-mar islandês e um valente marinheiro de alto mar! Nasceu nas arestas rochosas do sul da Islândia onde ainda passa as suas férias entre abril e agosto junto da sua grande família. Durante o resto do ano, Lundi e os seus companheiros viajam em alto mar, junto a navios de carga, percorrendo o norte do oceano atlântico! Lundi adora ver os sopros das Baleias-de-bossa e tornou-se amigo de uma Baleia-de-Minke (também conhecidas como baleias-anãs) que vive perto das ilhas Faroé. O seu avô tornou-se famoso ao figurar os selos de correio islandeses nos anos 80 e viajou um pouco por todo o norte da Europa. Lundi é um viajante entusiasta que aproveita as paragens dos navios entre cargas e descargas para conhecer os grandes portos do atlântico!

 

Lundi, is an Icelandic Puffin and a brave sailor! He was born on the rocky edges of southern Iceland where he still spends his holidays between April and August with his large family. During the rest of the year, Lundi and his companions travel alongside the cargo ships across the northern Atlantic Ocean! Lundi loves watching the blows of the humpback whales and is friends with a Minke whale that lives near the Faroe Islands. His grandfather became famous when he was featured in Icelandic postage stamps in the 1980s and traveled all over northern Europe. Lundi is an enthusiastic traveler and takes advantage of the stops between the big ships’ loading and unloading to know the great harbours of the Atlantic!
Continue Reading

Harry, the hipster wolf, on our 3th birthday!

photos by @BelieveMe.Photography

(scroll for the English version)

Hoje o blog faz 3 anos de existência e não queria deixar de partilhar convosco um projecto handmade mesmo a cheirar a outono.
A “Pipoca” é a bebé de uma amiga minha, vai nascer neste outono e como já é uma menina muito especial não podia deixar de criar para ela um presente único no mundo. Pela minha forte ligação à natureza e às histórias infantis eu quis oferecer-lhe um presente que lembrasse a biodiversidade local e que cultivasse nela o amor por todos os seres vivos, mesmo aqueles que, ao longo da história, foram menos amados. Foi então que criei o Harry, o lobo hipster, amante de boa música que vem já equipado para o outono: com o seu cachecol e um par de luvas azuis. Fã incondicional de Beatles e aluno de acordeão, tem sempre uma história para contar. O Harry não só remete para um dos belos mamíferos da nossa fauna nativa como apazigua a conotação negativa do “lobo mau”. A “Pipoca” vai ter um lobo amigo para guardar os seus sonhos!
O Harry foi tão bem recebido pelos papás que teve direito a uma sessão de fotografias com a Pipoca, mesmo antes de ela nascer, pela lente da Sónia da @BelieveMe.Photography que, tal como o nome indica e as fotografias demonstram, acredita, como eu, na magia das coisas simples! As cores estão perfeitas para um dia de outono. Vão poder espreitar mais fotografias no Facebook ou no Instagram.

The blog is 3 years old today and I wanted to share a handmade autumn project with you!
My new friend is pragnent with baby  “Pipoca” that will be born this fall and, since she is already a very special girl, I could not help creating for her a unique gift. Because of my strong attachment to nature and children’s stories, I wanted to offer her a gift that resembled our native biodiversity and cultivated in her the love for all living beings, even those who have been less loved throughout history. So I created Harry, the hipster little wolf who is a music lover and is all dressed up for fall: with his scarf and a pair of blue gloves. He is an unconditional Beatles fan and is learning accordion, Harry always has a story to fill our hearts. Harry not only refers to one of the most beautiful mammals of our native fauna but appeases the negative connotation of the “big bad wolf”. “Pipoca” will have a wolfy friend to take care of her and guard her dreams!
Harry was so well received by the baby parents that he was entitled to a photo shoot with “Pipoca”, even before she was born. The beautiful photos are from Sónia’s lens from @BelieveMe.Photography who, as the name implies and the photos show, also believes in the magic of the simple things! The colors are perfect for a fall day. You can peek more of her photos on Facebook or Instagram.

Continue Reading

Handmade bread cloth bag

(scroll for the English version)

O saco do pão era um artigo indispensável quando eu era criança. Ninguém ia comprara pão sem levar consigo o seu saco do pão. Mais! Até há bem pouco tempo, o pão podia ser mesmo entregue porta a porta e distribuído em belos sacos do pão que ficavam pendurados no portão. É um hábito que ainda podemos encontrar um pouco por todo o país mas raramente vemos os famosos sacos do pão…
Eu fiz o meu saco do pão a partir de um pedaço de tecido que tinha em excesso e aproveitei umas antigas tiras de prender as cortinas bordadas à mão pela minha mãe (daí terem sido guardadas tanto tempo e com tanto carinho), para decorar o meu saco do pão!
O resultado é ternurento: não vos vou contar o número de sorrisos que se criam na padaria a propósito do meu saco do pão! Além disso é ecológico, permite o pão respirar e a minha mãe fica feliz sempre que volta a ver as tiras bordadas à mão aplicadas agora a uma nova vida!

The bread cloth bag was an indispensable item when I was a child. No one was going to buy bread without taking their own cloth bag! Actually, until recently, bread could even be delivered door to door and distributed in this beautiful cloth bags that hung at our gates. Bread at our door is a habit we can still find all over the country but we rarely see the famous bread cloth bags…
I made my cloth bag for bread out of a piece of fabric and took advantage of some old hand-embroidered curtain strips made by my mother (that is why they were kept for so long in a drawer) to decorate!
The result is tender: I can’t tell you the number of smiles and sweet words I get in the bakery because of my bread bag! It’s also environmentally friendly, lets the bread breathe, and my mom is happy whenever she sees her hand-embroidered strips having a new life!
Continue Reading